Memória gustativa – gosto de avô

Hoje fui ao centro da cidade para comprar o equipamento necessário para fazer cupcakes em casa – já pensei e procurei e falei tanto nisso que já estou com raiva desse negócio – e sempre que posso passo na Cavé para comer alguma coisa e é sempre a mesma coisa – pastel de carne e outras coisas mais, mas o pastel de carne precisa ser comido, vou explicar porquê.

Quando eu era criança e tinha a oportunidade de acompanhar o meu avô numa das tantas idas dele ao centro da cidade, ele me levava para comer na Casa Cavé... e sempre pedia para os dois pasteis de carne e na época guaraná caçulinha da garrafa de vidro… e agora adulta eu como a mesma coisa para matar a saudade que tenho do vovô Arthur… basta comer um pastel e o coração se lembra de cada uma daquelas tardes de passeio no centro do Rio, dos vestidos que comprei com ele nos meus aniversários, nos brinquedos que ganhei que tanto queria e nele, tão grande nos seus 1,72, tão divertido – principalmente sem a vovó ao lado – tão especial… saudades do vovô.

Hoje, além do pastel pedi uma empadinha de camarão… gosto de infância.

Anúncios

2 Respostas para “Memória gustativa – gosto de avô

  1. Carola,fiquei tao emocionada com o relato de suas memoriasdo papai.Eu nunca sabia dessas coisas toa importantes.Beijocas,Lena

  2. Carola querida,
    suas memórias juntaram-se ‘as minhas….fiquei tocada com as lembranças do nosso amado e inesquecível pai e avô!
    Beijos, minha mais do que querida sobrinha.

Fala comigo!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s